Ricota Não Derrete Ricota não Derrete

Busca

Buscar

Search This Blog

Carregando...
Ricota Não Derrete

Facebook

Ricota Não Derrete

Categorias

Moda Beleza Comida Faça Cultura Variedades

Categorias

Ricota Não Derrete

Instagram

Ricota Não Derrete

Posts Antigos

Posts antigos

Ricota Não Derrete

quarta-feira, 23 de abril de 2014

O que as mulheres querem X o que os homens querem

3 comentários:
Uma marca de lingerie chamada Bluebella resolveu fazer uma pesquisa peculiar. Catou umas imagens de celebridades e pediu a várias mulheres pra construir a "mulher perfeita" usando partes do corpo das famosas em questão. Depois, pediu a alguns homens que fizessem o mesmo. O resultado foi esse. Do lado esquerdo, a mulher perfeita para as mulheres e, do lado direito, para os homens.

Até aí, aquele clichê de sempre, né? Porque a beleza feminina tá sempre em questão, inclusive acompanhada de frases dispensáveis por diversos motivos, tipo "pra quê a mulher quer ser magra se homem quer ter onde pegar?" (como se se sentir bonita dependesse só de atender às expectativas sexuais masculinas) ou "quem gosta de osso é cachorro" (frase muito respeitosa com as mulheres magras). Enfim, passaria o dia citando máximas preconceituosas sobre corpos femininos se não tivesse outra imagenzinha pra mostrar.


É que a pesquisa, ao contrário de todas as outras do tipo que eu tinha visto até hoje, também pediu pros homens construírem o "homem perfeito" com pedaços de boys famosos. Depois, pediu pras mulheres fazerem o mesmo.

O curioso é que os homens - pelo menos os pesquisados - são bem exigentes sobre seus próprios corpos também. Enquanto as mulheres desejam um cara  mais relax em relação ao corpo, cabelo e outros detalhes, os homens desejam ser bem mais fortes, ter um rosto mais perfeito e um cabelo cuidadosamente arrumado.

No fim das contas, acho que a gente pode especular um bocado sobre o que a gente espera de si mesmo e sobre o que os outros esperam. Sobre como a imagem de pessoa perfeita é impossível de atingir tanto de um lado quanto de outro.

Enfim, questões sérias à parte, esperava mais pedaços de Ryan Gosling no homem perfeito. =P

terça-feira, 22 de abril de 2014

O paraíso das roupas baratas em Buenos Aires

6 comentários:
Uma das coisas que me deixaram mais feliz nessa viagem pra Argentina foi conseguir gravar um vídeo no Once, a zona de comércio popular e atacadista de lá. Eu gosto é disso e quem acompanha o Ricota sabe que essa é a vibe do blog: achados, economia e vida real. Os pontos e bairro turísticos são muito legais, mas ir a partes da cidade que não são feitas pra turistas é sempre mais instigante. Pra conhecer um pouquinho disso tudo comigo, é só dar o play. :D

Se inscreve no canal, gente. ;)

Tava hospedada em Palermo Soho e, pra chegar ao Once, peguei o metrô na estação Plaza Italia (linha D), fiz uma baldeação na Carlos Pellegrini/Avenida de Mayo e, de lá fui pra Plaza Miserere (linha A). Parece muito mas levou só uns 20 minutos, no máximo. O metrô de Buenos Aires é sambado mas é rápido e eficiente que é uma beleza. Quando você sai da estação, já dá de cara com uma avenida gigante cheia de lojinhas. Quem me dera ter entrado em tudo que pareceu interessante. 


Escolhi uma rua e, já perto da entrada, tinha essa loja onde comprei a saia de veludo e a malha cinza. O nome é Lazaro e achei uma das melhores entre as que entrei. Na mesma rua, comprei a blusa preta e branca e o vestido longo. Em outra entrada, apareceu a loja de bijuterias e, logo depois, fui até a Lavalle, a rua dos tecidos. Tão vendo essa estampa de passarinhos atrás de mim na parte HD (hahaha) do vídeo? Pronto, foi o tecido que comprei lá por 65 pesos (R$22) o metro. Na hora de ir embora, surgiu essa lojinha em frente à entrada da Estação Corrientes com muita coisa em promoção. Foi lá que comprei as blusinhas de botões, a preta e o vestido azul. Isso porque fui econômica, já que opção não faltava por lá.


No fim das contas, comprei isso tudo e gastei menos de R$200. Isso em 8 peças de roupa mais um monte de bijuterias é bem pouco, né não? Indico El Once pra todo mundo que for pra argentina. Além de econômico, é muito legal ver a vida do lugar acontecendo enquanto você come um daqueles amendoins incríveis que eles torram com chocolate na hora em quase toda esquina. :)

segunda-feira, 21 de abril de 2014

{cozinha MUITO preguiçosa} Capuccino de Páscoa

3 comentários:
Um grande abraço pra você que adora doce, se afogou no ovo de páscoa e, agora, olha pros caquinhos restantes na geladeira sem saber direito o que fazer com eles. O mais óbvio é sentar na frente da TV e comer um por um até caírem lágrimas dos olhos de tanto açúcar, mas sempre é possível arrumar soluções mais originais. É possível, inclusive, ter soluções originais que não dão trabalho, tipo essa. :)


Daqui a pouco, quando você for tomar o cafezinho do dia, coloque um pedaço de ovo de páscoa na xícara. Aí, é só colocar o café quente - que vai derreter o chocolate - e o leite. Eu adicionei um pouco de açúcar também, mas aí vai de preferência. Ficou uma beleza, pode testar. :)

quarta-feira, 16 de abril de 2014

{look pechincha} Roupa barata na Argentina

8 comentários:
Assim que comprei as passagens pra Argentina, comecei a pesquisar tudo o que podia me interessar em Buenos Aires. Quando chegou na hora de catar lugares que vendiam roupas baratas, a maioria dos links falava dos outlets na Avenida Córdoba ou da feira da Praça Serrano. Até anotei as dicas, mas ainda não pareciam os lugares ideais pra encontrar achaditos impressionantes mesmo. Até que, pesquisando mais, soube do "El Once", a zona de comércio popular de Buenos Aires.

O Once é formado por diversas ruas que cortam a Avenida Corrientes e vendem bijuteria, roupa, tecidos e outras coisas em atacado e varejo. Lá não é feito pra turista e no Trip Advisor, os portenhos desencorajam demais a ida ao bairro, dizendo que é feio, inseguro e sei lá que mais. Gente, olha pra minha cara e me diz se eu vou achar um lugar feio porque é um bairro popular não construído pra turistas. Lá é maravilhoso.

Amanhã entra no ar um vídeo que fiz mostrando algumas lojas e achados por lá mas, enquanto isso, olha só um look com algumas coisas que comprei lá e me diz se dá pra acreditar nesses preços.




Lá, tem muitas lojas pequenas e nem todas têm nome, mas não precisa se preocupar, porque a maioria das peças se repete entre uma loja e outra. Essa saia, por exemplo, apareceu em muitas. Já essa blusa, comprei numa bem fácil de achar, na frente da entrada pra Estação Corrientes. As bijuterias foram todas compradas na mesma loja e todas essas vão aparecer no vídeo. Aliás, se inscrevam no canal pra ver assim que ele entrar no ar. :)

As roupas não são o ápice da qualidade, mas tem muita coisa bem decente, sem contar que a gente tá tão acostumada a pagar caro por baixa qualidade que é um respiro pagar pouco, mesmo que não sejam as melhores peças. De uma coisa eu tenho certeza, no Recife pagaria o triplo (pelo menos) por uma blusa ou uma saia dessas. Agora, quero voltar com mais tempo pra aproveitar melhor. :)