Ricota Não Derrete Ricota não Derrete

Busca

Buscar

Search This Blog

Carregando...
Ricota Não Derrete Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Youtube

Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Facebook

Ricota Não Derrete

Instagram

Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Categorias

Moda Beleza Comida Faça Cultura Variedades

Categorias

Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Posts Antigos

Posts antigos

Ricota Não Derrete

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Morrendo com as novas Mini Melissas

Nenhum comentário:
Mano, acabei de ver as novas Mini Melissas e não estou cabendo em mim de tanta fofura. Tô chorando arco-íris com esses dois modelos em específico: Rock Star (aaaaaaah!) e a IT.

A mini Melissa Rock Star tem dois modelos: Sex Pistols e Nirvana. Meu deus do céu, imagina a criança com isso no pé. Imagina isso. Manda mais bandas, Melissa. Manda do meu número, Melissa.

Aí, beleza, já surtei com uma. O que faz quando eu desço o scroll na página? Vem esse slip on de gatinho. COM ORELHAS E BIGODE. Minha gente, orelhas e bigode. Imagina aqueles pezinhos minúsculos andando na sua direção com esse calçado. É demais pra mim.

Ufa, me sinto mais tranquila agora, depois de compartilhar essas imagens.

Dica de filme - Homens, Mulheres e Filhos

2 comentários:

Essa semana, aconteceu uma coisa bizarra comigo: vi um filme com Adam Sandler e gostei. Acho que vocês têm isso também com alguns atores e atrizes, uma certa aversão à atuação deles, sabe? Eu tenho isso principalmente com alguns atores de humor, não gosto de Eddie Murphy, Adam Sandler e Owen Wilson (que tá em um monte de filme bom, de todo modo), caso vocês queiram saber.

Mas, como vinha dizendo antes de ser rudemente interrompida por mim mesma, vi esse filme, Homens, Mulheres e Filhos, de Jason Reitman (Juno e Obrigado por Fumar) baseado no livro de Chad Kultgen. Conta a história de famílias cujos filhos estudam na mesma escola, então existe uma conexão entre todos os núcleos. Todas as casas têm pessoas vivendo conflitos emocionais: o casal que não se dá mais tão bem; o homem abandonado; a mãe controladora e, principalmente, os adolescentes descobrindo como lidar com sentimentos e vida sexual.



O grande lance do filme é que ele encara como a internet interfere na nossa vida afetiva. Pros pais, que descobriram esse meio depois de adultos e não sabem como lidar - agindo com medo excessivo, encantamento ou irresponsabilidade - ou os filhos, que construíram a sexualidade inseridos na internet.

É um filme de casos extremos, sabe? As histórias são bem marcadas, quase estereotipadas, mas, mesmo assim, expostas com bastante sensibilidade. No fim do filme, até desejei que ele fosse uma série, porque, como são muitos personagens, acaba que alguns são meio negligenciados.

O Adam Sandler, se vocês ficaram curiosas, não tá fazendo comédia dessa vez e é um dos personagens principais, com umas das histórias que achei mais legais. Só as vivências da família dele, na verdade, já renderiam um filme bem interessante.

Acho que vocês vão gostar de ver. Alguém já viu?

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Arte no Dia das Mães

2 comentários:
Eu me inscrevo em tudo quanto é newsletter de loja. De muitas, eu me arrependo já na primeira semana, verdade seja dita. Mas tem outras que sempre trazem uma boa oferta, um lançamento interessante ou ideias e inspiração. A da Tok Stok é bem legal. Tem objetos caros, outros em conta e adoro algumas linhas e coleções.

Dessa vez, achei interessante a coleção de Dia das Mães: 4 almofadas e 4 pratos decorativos assinados por 4 artistas plásticas: Ana Strumpf, Flavia Del Pra, Gra Mattar e Valentina Fraiz. A quantidade de peças é bem limitada, cada uma só com 700 unidades.

Eu achei as almofadas bem bonitas mas confesso que, por R$88 cada, prefiro os pratos, que a gente conserve conservar com mais facilidade pra embelezar a casa por mais tempo. Claro que a estratégia de fazer uma coleção limitada é pensando em manter o preço alto, mas eu imagino que isso deva ser legal pra ilustradoras convidadas, porque ajuda a criar um desejo maior pelo trabalho delas. 






Achei um presente de Dia das Mães realmente singelo e diferente. Me chamou atenção pra ideia de dar arte de presente, de artistas locais ou reproduções autorizadas e licenciadas (como essas, em que as artistas estão ganhando parte do valor). Formas de arte mais cessível. O que vocês acham? :)

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Como fazer um arranjo de flores artificiais

5 comentários:

Sabe quando você tem o vaso, tem as flores, as folhagens e não sabe direito como arranjá-las? Aí, acaba juntando tudo com a mão e colocando de jeito que for, sem muito critério, o que faz com que o resultado seja bem diferente do que a gente imaginou. Isso não é porque você não sabe fazer, mas porque falta um método.

Por isso, fiz um passo a passo mostrando como dá pra construir um arranjo de jeito que você quer, só seguindo alguns critérios e usando certos truques. Mostrei esse passo a passo na TV e, como muita gente não pôde ver, fiz, como prometi, um vídeo com tudo detalhadinho pra colocar no canal do blog.


E aí, o que vocês acharam, dá pra fazer em casa? A maioria das coisas custou pouquinho, os mais caros foram as rosas - R$11, o ramalhete que dá pra 2 arranjos - e o vaso, R$15. Ainda dava pra economizar mais, se tivesse usado algum que já tenho em casa.


Se inscreve no canal. Tem dois vídeos novos por semana e os inscritos vêem primeiro. :)