Ricota Não Derrete Ricota não Derrete

Busca

Buscar

Search This Blog

Carregando...
Ricota Não Derrete Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Youtube

Ricota Não Derrete
Ricota Não Derrete

Facebook

Ricota Não Derrete

Instagram

Ricota Não Derrete

Categorias

Moda Beleza Comida Faça Cultura Variedades

Categorias

Ricota Não Derrete

Posts Antigos

Posts antigos

Ricota Não Derrete

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Como mudei totalmente minha forma de comprar roupas em 5 passos

4 comentários:
Quando me mudei, entre milhões de outras descobertas, uma se destacou. Reparei na quantidade de roupa que eu tinha mesmo doando com certa frequência: uns 10 sacos de 50 litros, por alto. O curioso é que isso não fazia com que eu usasse uma roupa diferente todo dia, porque a maioria dos sacos só tinha peças que eu comprei pelos motivos errados e nada tinham a ver comigo; que tinham um aspecto já meio estragado apesar de pouco usadas ou que nem davam em mim mas eu guardava pra quando emagrecesse um-dia-quem-sabe.

Esse volume todo foi ainda mais chocante porque eu já tinha começado um processo de mudança do meu guarda-roupa no ano passado, então pude constatar como o buraco das roupas equivocadas era muito mais embaixo. Por isso, resolvi trazer esse tema pra um dos posts em parceria com o Invicto. A campanha #Invictoalize é toda focada em cuidar bem das roupas e amar seu guarda-roupa pra comprar menos e melhor, sabe? Então tem tudo a ver. ;)


O tênis branco e a saia bordada - ambos lindos - tavam esquecidos no guarda-roupa lotado.

Estampas e cores
A primeira coisa que eu parei pra analisar foram as estampas. Eu reparei que eu me sentia mais representada por roupas lisas em tons mais escuros ou neutros ou com, no máximo, estampas em fundos escuros e tons fechados ou geométricas, tipo listras ou xadrez. Um bom exercício é ver fotos e reparar em quais você se sentiu mais segura, mais confortável na sua pele. Provavelmente, a roupa que você usou na hora tem papel nisso.

Preto, jeans e azul marinho, com saia em "A" e cintura marcada.

Modelagens
Muitas vezes, a gente vê uma roupa na loja e acha tão bonita e deseja tanto que, quando prova, acaba atenuando problemas só pra levar pra casa. Nisso, já comprei muita roupa com formas que não se encaixavam nas minhas. Modelagens que não me favoreciam e me faziam aposentar a roupa num instante. Passei a ser bem mais crítica na hora da prova, o que faz com que eu saia de mãos abanando mais vezes e, por incrível que pareça, mais satisfeita.

Materiais
Aprendi com Ana a olhar as etiquetas com atenção. A priorizar tecidos de fibras naturais, como algodão e linho, em relação ao poliéster. No calor em que a gente vive (e com minha pele extra sensível), usar roupas que respiram melhor é até questão de saúde. Entre as roupas sintéticas, ainda tem poliéster bom - resistente e tecnológico - e poliéster ruim: aquele que parece pano de sombrinha.

O bom e amado vestido preto

Preço
Esse é o maior desafio pra mim, ver a roupa baratinha e, mesmo assim, olhar tecido, modelagem, costuras e cores antes de decidir se compro ou não. Quer um exemplo? Eu queria uma boa camisa branca há tempos. Tava até disposta a gastar uma grana pra que ela durasse alguns anos. Nesse meio tempo, minha mãe me deu uma linda, baratinha, que descosturou a manga no terceiro uso. Foi barata mas descartável e agora já vou ter que comprar outra pra substituir.

Tempo
Tem roupas que não uso há dois anos. Tirando raras exceções, é claro que não vou voltar a usar, então a melhor coisa é se desfazer e abrir espaço pro novo. O bom é que essas raras exceções se mostram um tesouro. Redescobri peças, que voltaram a ser xodós rapidinho.

Camisa que tenho há uns oito anos

Com esses critérios, eu delimitei muito minhas opções e o engraçado é que, na prática, parece que eu aumentei. Sobraram roupas versáteis e quando chego nas lojas, acerto muito mais nas compras, além de perder menos tempo. Tenho economizado dinheiro mesmo comprando algumas peças mais caras. Uma beleza. :)

Alguém mais tá nesse processo de enxugar o guarda roupa e procurar mais qualidade? Me conta aí do seu processo. E pra ter dicas de como conservar as roupas como novas por mais tempo (SIM, POR FAVOR!), entra no portal #Invictoalize, tá cheio de dicas. ;)



Post carinhosamente patrocinado pelo Lava Roupas Invicto.

terça-feira, 24 de maio de 2016

{casa dos sonhos} Decoração Escadinava

Nenhum comentário:
Já faz um tempo que o design escandinavo tá na moda no Pinterest, né? Também, convenhamos que é difícil não gostar dos ambientes visualmente limpos, das cores sóbrias e das peças assinadas. Apesar da descrição parecer de algo totalmente fora de alcance e até meio metido, na prática a gente vê que as casas dos nórdicos são gostosinhas demais, sem objetos ostensivos e com cara de que foram pensadas pra gente de verdade viver.





Acho ainda mais legal quando a casa se transforma com o tempo e ganha objetos antigos ou coloridos contrastando com a neutralidade do contexto. Já mostrei aqui uma exatamente assim, com influência escandinava mas com muita liberdade criativa.

A casa que a gente visita no post de hoje, pelo contrário, é bem neutra. Toda em preto, branco, cinza e madeira natural. Agora, pense, é de encher os olhos. Não tem 1cm mal escolhido na casa. O piso, os móveis, os objetos de decoração e até as plantas são lindos. Quando a gente não usa muitas cores, acaba deixando bastante responsabilidade não mão das formas e, nesse caso, elas seguraram lindamente.










segunda-feira, 23 de maio de 2016

3 dicas fáceis pra um café da manhã leve e gostoso

Nenhum comentário:

Minha gente, demorou até que eu me convencesse da importância de tomar um café da manhã reforçado, viu? Não sei aí onde vocês moram, mas aqui em Recife, a refeição considerada mais importante no dia de quase todo mundo é o almoço. A gente tá acostumado a comer belos e cheios pratos de comida ao meio dia, mas quando acorda, tsc tsc, tem gente que fica na xicrinha de café. Eu não chegava a tanto, mas sempre fui de comer uma fatia de pão ou um iogurte ou uma fruta. Enfim, sempre algo mais parecido com um lanche que uma refeição importante.


O resultado era que sentia fome em meia hora e não começava o dia com a energia que podia ter. Fora que chegava na hora do almoço com o estômago vazio, por mais que lanchasse. Tudo errado. Quando vim pra casa nova, aderi aos cafés bem balanceados e minha energia matinal é outra.

Daí fiz um vídeo com 3 ideias pra vocês também terem um café da manhã leve e bem gostoso. É tudo fácil e duas delas podem ser feitas um dia antes, pra não perder tempo de manhã. Vejam só que belezinhas:


Os ingredientes foram todos comprados no Minuto Pão de Açúcar e grande parte é da Taeq, masca de comidinhas leves do Grupo Pão de Açúcar. Detalhe é que tinha muita coisa em promoção (a aveia foi pouco mais de R$1, pra vocês terem ideia). Essa semana ainda, vou passar lá pra ver uns achados gostosos. Mostro pra vocês o que eu encontrar. ;)


Post carinhosamente patrocinado pelo Minuto Pão de Açúcar. ;)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Torta de palmito com massa de grão de bico

5 comentários:

Essa receita é uma delícia, faço direto aqui em casa. O recheio é muito bom e ainda incrementei com o Molho Refogado Tambaú, que já vem com pedacinhos. Outro grande trunfo é essa massa feita só com grão de bico e azeite. Grão de bico é esse alimento fantástico que fica bom em meio mundo de formas e como massa não é diferente. Realmente parece que você fez a massa da torta com farinha e tudo mais.

Pra mim, essa torta tem cara de domingo. Façam aí e me contem se não é boa. :)


Ingredientes

Massa
3 xícaras de grão de bico cozido;
2 colheres de sopa de azeite.

Recheio
Três colheres de sopa de azeite;
Duas cebolas picadas;
½  embalagem de Molho Refogado Tambaú;
Um vidro grande de palmito;
Uma cenoura picada;
Meia xícara de chá de azeitonas picadas;
Um copo de requeijão cremoso;
Uma colher de sopa de farinha de trigo;
Meia xícara de chá de coentro (opcional);
Queijo para gratinar;
Sal a gosto.

Modo de fazer

Processe o grão de bico e forre a forma da torta. Leve ao forno por dez minutos e reserve. Refogue a cebola, adicione o molho Tambaú, o palmito, as azeitonas, o requeijão e, após alguns minutos, a farinha de trigo. Coloque sobre a massa, rale queijo em cima e leve ao forno até dourar.


Receita carinhosamente patrocinada pela Tambaú.