Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Quer saber?

Se eu fosse uma celebridade, investiria na lascívia. Andaria por aí exibindo metade da bunda e a barriga inteira. Se tivesse peito exibiria também. Iria ao supermercado seminua e cantaria de calcinha e sutiã, como Lady Gaga.

Andar vestido é pra anônimos.

A Revista People ia dizer todo ano que eu não sou elegante e, quando me perguntassem como eu me sinto, diria que entre ser a Anna Wintour e, desculpem a rima, a Britney de I'm a slave 4 U, eu sou bitch hasta la muerte.

Esse post foi a colaboração do Ricota Não Derrete para a campanha por dançarinos suados, com acessórios fetichistas, porque é disso que a música pop e a vida precisam.

6 comentários

  1. Sabe Dani, sempre tive uma vontade de me vestir mais sexy, menos bonequinha, mas é algo que não é pra mim, sabe. Eu queria andar sempre com sandálias altíssimas, mas o máximo que ando é plataforma, Altíssima, mas sem o glamour do salto agulha.
    Não sei ser sexy, meu negócio é continuar "normal" mesmo! hauhauhaa Bjos!

    ResponderExcluir
  2. O que aconteceu, mulher?

    ResponderExcluir
  3. Pri, é mesmo difícil fazer qulquer mudança no cotidiano. Por isso que eu aproveitaria horrores se fosse pop star.

    Cecília, aconteceu nada não. =)

    Beijo, meninas.

    ResponderExcluir
  4. haha, eu super concordo!!
    se eu fosse uma celebridade bonitona. Ia viver meio pelada por aí!! De verdade.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Ana, super bem posto esse "bonitona" Courtney Love podia nos poupar.

    =*

    ResponderExcluir
  6. Super me identifiquei com esse post.

    Concordo com você e acho que ser famosa, não se arricar e viver na sombra da segurança, é um absurdo!
    Por isso assumo e não nego que sou fã da Paris Hilton, Lady Gaga e companhia!

    Beijos!

    ResponderExcluir