Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Dieta Emocional

Dia desses a leitora Ana Laura me lembrou de que faz tempo que não aparece um post sobre dieta por aqui. O comentário veio bem a calhar, porque li, também num dos últimos dias, que Jessica Simpson tá fazendo uma tal "dieta da revanche", já que desde o fim do seu namoro, tá aproveitando a tristeza pra recuperar o antigo corpo. Já emagreceu cinco quilos em dez dias.

Eu muito me identifiquei, acho que as épocas mais propícias pra emagrecer são início e fim de namoro. No começo você não quer saber de comida, só dos coraçõezinhos que piscam o dia inteiro ao redor da sua cabeça. Não dá pra comer e suspirar ao mesmo tempo. Já o fim do namoro é aquela desgraceira, quer dizer, a menos que você estivesse louca pra acabar faz tempo, mas aí não conta. Tô falando de fim triste, ou de "não começo", de pé na bunda, rejeição, enfim, todas essas coisas por que meninas legais, embora não mereçam, já passaram.

Pelo menos comigo a relação entre meu emocional e a quantidade de comida que eu cato na geladeira é super estreita. Esquecendo a tristeza que tira a fome, porque ninguém aqui vai correr atrás de emagrecimento depressivo, sempre que eu tô muito entusiasmada com uma coisa e me ocupo bastante com isso, como menos. Falta tempo pra pensar em beliscar porcarias. Mas é só quando eu tô, de fato, fazendo uma coisa nova, instigante, e não quando eu planejo fazer, porque planejar me dá ansiedade e ansiedade é uma maca cheia de correntes que me prende e arrasta pra cozinha.

Então, sem querer soar auto-ajuda, mas já soando, às vezes a gente não consegue fazer dieta porque não tem outra coisa mais interessante que comida pra distrair e, talvez, fosse bom, antes de pensar em que alimentos cortar da alimentação, procurar um jeito de facilitar as coisas. Começar novos projetos, procurar novas distrações, começar a pôr em prática coisas que você planeja há tempos e não faz. Isso tudo acaba fazendo com que você se sinta melhor, menos tensa, mais confiante e, por conseqüência, menos propensa a comer por desespero, o que, diante dos outros benefícios, acaba vindo de brinde.

Fotos: Getty Images.

16 comentários

  1. Nossa, Dani, este foi um incentivo e tanto pra mim... Comecei minha dieta hoje... e sei q como por outros motivos q não a fome...
    Qtas vezes pensei assim: poxa, tenho tão poucos prazeres na vida e vou ter q me privar do prazer de comer...
    Bom, decidi q tenho sim q buscar outras fontes de prazeres, inclusive o de voltar a usar minhas calças jeans ( engordei 15 kg do ano passado pra esse!!!!!!!)
    Desculpe pelo "depoimento"...
    Adoro o seu blog!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que é isso, Adriana? Não tem que pedir desculpa, eu que agradeço pelo depoimento. =)
    Adorei a parte do "prazer de voltar a usar minhas calças jeans". Às vezes a gente se coloca numa posição de vítima e meio que se impede de mudar isso. Que bom que você começou tudo novo hoje. =)

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Eu qdo fico triste ou ansiosa, ai que eu como, me dá vontade maluca de come doce!! É por essas e outras q preciso perder uns 5 kilinhos urgentes...rs

    ResponderExcluir
  4. Super verdade o que você disse, mas para mim não funciona muito esse negócio de namoro terminado começo de dieta. Se eu fico triste aí que eu como mesmo. E o pior que eu fiquei quatro anos namorando um cara que me deixava para baixo o tempo todo. Engordei quarenta quilos durante o relacionamento. Só agora que a gente termionou que eu estou me recuperando.
    Quando eu me distraio com alguma coisa fica bem mais fácil mesmo, estou desesperada para as aulas da faculdade voltarem, para eu não ficar mais em casa a noite toda.
    Adoro o blog.
    Beijos.
    ;]

    ResponderExcluir
  5. CARAAAAAAAAAAAAA

    ja sou fã do Ricota ha algum tempo, mas hj Daníssima se superou. ACABO (recente, right now) de tomar um pé depoisde 2 anos e agora corro, como pouco e comprei um biquini PPPPPPPP para caber no verão, TUDO ISSO pra recuperar o corpinho que perdi com 2 anos de namoro + 10k na silueta!

    Adoro!

    Dieta nelas! Projeto verão 2010!

    Beijocasss

    ResponderExcluir
  6. nossa, eu sou assim, feliz fico bem magrinha, triste sempre engordo MUITO

    ResponderExcluir
  7. Realmente não há dieta como o mal de amor.
    Depois de ter tido um problema no meu casamento emagreci rápidamente, de tal forma que eu própria achei que ia ficar doente, mas acho que é do organismo de cada um.
    Porque outras pessoas engordam muito.
    Beijinho
    Manu

    ResponderExcluir
  8. nossa, esse foi o melhor post de dieta que já li, parabéns!!! realmente, é só vir férias, desemprego, etc, pra vir também a preguiça de levantar cedo pra caminhar, os petiscos de hora em hora... sem dúvida, a melhor dieta é a ocupação mental!

    ResponderExcluir
  9. Vc tem toda razão, concordo plenamente, apesar de que nunca tinha pensado desta forma!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu quando estou muito ansiosa fico totalmente sem apetite!
    Teve um tempo que estava tão mal que cheguei a pesar 52 kg, pra quem tem 1.77 é a treva! Rs.

    Hoje estou ótima e voltei ao meu peso normal!

    Bjão Dani!

    Jana.

    ResponderExcluir
  11. Se tem uma coisa que nunca some de mim, é o apetite, como por tristeza, alegria, ansiedade, medo, enfim por tudo. Se eu tivesse tendência a engordar, pesaria uns 200 kg, mas a natureza foi muito gentil comigo... como e não engordo...

    ResponderExcluir
  12. Meu comentário é um depoimento também. Ano passado fui terminada num longo e desgastante namoro, e foi aquele sofrimento. Eu perdi 4kg, que pode não parecer muito, mas eu sou uma pessoinha de 1,55m de altura e peso 47 Kg, e pra mim qualquer quilinho faz toda diferença. Estava até contente mais magrinha, mas acabado o sofrimento e com a chegada do frio meus quilinhos voltaram. Mesmo assim, estou feliz. Claro que sempre tem aquela calça jeans que eu quero vestir de novo, mas o que aprendi é que nada deve ser extremo, que cuidar da aparência é importante e da saúde é essencial, mas o negócio é se sentir bem consigo mesma. Nem comer tudo que vê pela frente, nem passar o resto da vida à base de chá branco e alface só pra ficar magra. Acho que devemor respeitar a nossa natureza e viver feliz! Acho que essa é uma ótima maneira de ocupar a cabeça!

    Um beijo à todas

    Dri

    PS: amo o Ricota!!!!

    ResponderExcluir
  13. Olha, já tem um tempinho bom que eu entro aqui todo dia, mas preguiiiiiça de comentar... As vezes até começo a escrever alguma coisa, mas no final acho que ta estranho ou qq coisa e apago.
    Mas hoje não dava pra apagar.

    Sabe tapa na cara? Foi esse post pra mim. Não terminei namoro nem comecei, namoro a 5 anos e, aparentemente, ta tudo bem. =)
    Mas em abril eu fui demitida, e de lá pra cá engordei um bocadinho (nem foi tanto, mas no meu corpo baixinho, 6 quilos parecem 15). E namoro é aquela merda, né. Já to com ele mesmo, vo preocupar em emagrecer não. Ai relaxei, e, sem nada pra fazer, só comia besteira. Mas não dá, sabe. Não to a fim de ter que comprar roupas novas porque engordei. Mas cade que consigo começar a dieta e academia?
    E o incentivo veio daqui, e eu amei!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir