Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Totz, o cão esperto, destemido e doce

Aqui em casa, além de mim e dos meus pais, moram seis gatos, uma delas esperando bebês, e um cachorro. Nenhum dos felinos tem nome, chamo todos de meu amor, bebezinho, bonequinha e coisas do tipo, já o dog tem vários, Totz, Totó (super original), Tom, e outro monte. Os gatos dormem no terraço (senão sujam a casa toda) e o cachorro, na sala, no seu travesseirinho.

Eis que na noite de sexta ele não queria ficar dentro de casa, ficou choramingando na porta, querendo sair. Eu abri, ele saiu, fechei a maçaneta e fui dormir. Nesse dia a porta da sala dormiu destrancada, nada grave já que tem os cadeados e a tranca da grade.

No dia seguinte, quando acordei antes das seis da manhã (crise de tosse), olho pra porta da sala e vejo aberta, olho pro sofá, vejo Totz ao lado da gata que estava grávida até o dia anterior e agora tinha dois filhotes no colo. O travesseiro de Totz tava coberto de sangue e tudo fez sentido, ficou lindo e impressionante.

Ele tava choramingando pra sair porque, não sei como, sabia que a gatchenha ia dar cria. Conseguiu abrir a maçaneta da porta (?), então a gata entrou, pariu no travesseiro dele, depois carregou os filhotes pra cima do sofá e Totz ficou lá, protegendinho, a noite inteira.

É mesmo bonito ver esse apego entre animais de espécies diferentes.

Só que, como é a primeira cria dela, os gatos nasceram muito pequenininhos, fracos e a mãe não sabia agir direito com eles, no mesmo dia já queria carregá-los pra todo lugar, enfim, eles não resistiram e morreram hoje. Um ainda de madrugada e o outro pela manhã. =(

Dizem que é normal acontecer isso na primeira cria de uma gata, mas nunca tinha rolado aqui em casa.

Mesmo assim, fica registrado o feito heróico do Super Totz.

Faz cara de herói, faz

38 comentários

  1. Eu tenho um salsicha e já tive um outro antes. dizem que essa raça se dá muito bem com gatos. só sei que são muito espertos... que linda essa historia, amei. pena que os bichaninhos morreram. coisas da vida.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que história fofa! Eu já tive cachorro e gato juntos por pouco tempo, mas lembro que meu cachorrinho (filhote de pastor) ficava super curioso e queria brincar com os gatinhos, que morriam de medo!

    Achei a coisa mais fofa o seu Totz. Beijão

    ResponderExcluir
  3. Ai,que história fofíssima!! Me apaixonei pelo seu dog herói!

    ResponderExcluir
  4. meeeeeeeoooooooo, não acredito que morreram. rip. :´(

    ResponderExcluir
  5. Super fofo o Totz.
    A minha pooddle tbm deu cria dia desses, primeira cria, um bebezinho dormiu para sempre. Chorei feito não sei o que.
    A minha cachorra até que foi boa mãe, mas tbm queria carregar a filhotinha PARA TUDO QUANTO ERA LUGAR. Hilário!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo o cachorrinho!
    Mas, quanto aos gatinhos, vc nunca pensou em castrá-los? Além de ser melhor pra saúde deles, evita o abandono, já que não há lares para todos. E, mesmo que vc conseguisse um dono para os filhotes, estaria "tirando o lugar" de outros tantos... Pensa com carinho nisso! =)
    Abraços!
    Andressa

    ResponderExcluir
  7. Aii que história mais linda! Juro que fiquei com lágrimas nos olhos (deve ser a TPM, mas tudo bem). Cachorro é um ser iluminado, de verdade. Todo mundo tem uma história linda pra contar sobre seu melhor amigo.
    Tenho uma nenem em casa, tem 3 meses ainda. Tá na fase da destruição, mas a alegria que ela trouxe supera qualquer sofá arranhado!

    Parabéns Totz, você foi um herói!

    ResponderExcluir
  8. ô, meoooooooooooooooo, que coisa linda... ^^

    fiquei c os olhos cheios d'água.

    Aí é que eu vejo que meu amor não é à toa, nem besteira.

    Quero conhecer Tom ao vivooo. o/

    ResponderExcluir
  9. Faço minhas as palavras da Andressa! Castração é a solução, evita o sofrimento materno e evita a superpopulação de cães e gatos... além de dar uma chance aos animais mais velhos de serem adotados... pensa com carinho nisso! Beijos, adoro o blog!

    ResponderExcluir
  10. nossa que gracinha, eu tb adoro animais, principalmente caes...

    entra no meu blog e veja a minha poodle, ela é fofinha demais rs...

    espero a sua visitinha lá no meu blog e com direito a recadinho pra me deixar feliz...bjs

    ResponderExcluir
  11. ai,não sei se acho a história fofa ouu triste D:

    ResponderExcluir
  12. Não, não... Essa raça não se da bem com gatos! Eles só se dão bem ai, pois são criados juntos.

    Dachounds (salsichas - comumente confundidos com Bassets) são cães caçadores. Inclusive (shame on me) eu tinha um qdo era criança e nós dois eramos o terror dos gatinhos e gambás do bairro.

    ResponderExcluir
  13. Que história mais linda, parabéns pro Totz. Os animais supreendem sempre! Beijocas, seu blog continua maravilhoso!

    ResponderExcluir
  14. ohhhhnnnnnn...morrrrriiii...fiquei com os olhos cheios de lágrimas...me comove demais histórias de animais... infelizmente os filhotinhos não resistiram...deve ser uma dó só...
    Parabéns ao TOTZ - MEGA HERÓI...\O/\O/\O/\O/

    ResponderExcluir
  15. dá um abracinho nele por mim?
    grata

    ResponderExcluir
  16. aaaah tadinhooos, os gatinhos morreraaam? =[[[[[
    mas o totz foi super hiper mega lindo.
    =]

    ResponderExcluir
  17. :) "quanto mais conheço os Homens, mais gosto dos animais"

    *

    http://blog-anonimo-da-ana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Ai que gracinha!
    Tb fico impressionada com a capacidade destes bichinhos, tão diferentes de muitos seres humanos!
    Isso serve de exemplo de solidadriedade para todos nós!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Que história mais linda!!!
    Vi alguns comentários aqui sobre castração, eu particularmente não concordo. Acho que a sua gatinha tem todo o direito de ser mãe novamente. Ainda mais porque voce os cria com todo amor!!!
    Acho que os gatos e cães que devem ser castrados, são os que vivem na rua... pq eles não tem ninguém por eles... o que é super triste.
    E que venham mais filhotinhos!!

    bjooo

    ResponderExcluir
  20. gente que preconceito com os gatos, enquanto o cachorro tem nome e dorme dentro de casa, eles não tem nomes e dormem no terraço? Mesmo a gatinha estando prenha ficava do lado de fora? oh dó...

    ResponderExcluir
  21. Renata, gatos não gostam de dormir dentro de casa, preferem andar à noite. Eles não têm nome porque não acho importante, o cachorro tem porque foi minha mãe que trouxe pra casa e batizou.

    Gente, sobre a polêmica da castração, eu já fui contra, já achei que não tinha o direito de impedir os animais de reproduzir, mas, com o tempo, passei a considerar como a opção que mais reduz danos. A gente sabe que animais de rua são mortos pelo controle de zoonoses, sabes que os gatos (os machos) saem, cruzam com gatas na rua, ou nas casas de outras pessoas e há grande chance desses filhotes irem parar na rua. Além do que, como disse Carolina, dá a chance de outros animais serem adotados. O problema é o custo da castração de seis animais. Meus pais já torcem o nariz pros gatos por causa do trabalho que dão, por serem muitos, então não estão dispostos a arcar com os custos. Se eu achasse um lugar que fizesse de graça, ou por uma taxa módica, levaria todos.

    Beijo, meninas.

    ResponderExcluir
  22. Ain que fofo!!! Adorei a história!!! Adoro animais, minha casa é cheia deles tbm!!! Mas meus cães não se dão muito com as gatas!!! Em compensasão adoram a tartaruga, tem a Amelie que é uma cadelinha, todo dia ela acorda e vai direto procurar a tachinha que é a tarta!!! rsrsrs
    Bjus

    ResponderExcluir
  23. Dani,
    Eu fiz uma perguntinha sobre a aquela promoção que vc conseguiu no e-bay, vc viu??
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Parabéns, Totz! Faz falta gente no mundo como você!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Adorei. Também tenho uma cadelinha com instintos maternais alheios.
    Aproveito também pra divulgar o lançamento da minha pré-coleçãozinha dia 01/09 com sorteio de presentes pras seguidoras.
    E como sei que quem vem aqui também adora roupas e presentes, vim aqui divulgar.
    É só entrar no blog http://atelierdacriola.blogspot.com e participar.

    ResponderExcluir
  26. Dani, não conheço sua cidade, mas em cidades grandes não é difícil encontrar "vets solidários", que fazem castrações a baixo custo pq sabem da enorme importância disso.
    Entra na comunidade "Gatos Manual de Instruções", do Orkut, que lá sempre tem tópicos a respeito... Talvez indiquem alguém! =)
    E para quem comentou sobre a gatinha ter o "direito de ser mãe" novamente: gatos não têm essa necessidade, como tb não tem necessidade de cruzar. Agem simplesmente por instinto... E isso é um grande problema pq, além dos inúmeros filhotes que espalharão pelo mundo, estarão sujeitos a várias doenças transmissíveis no contato com outros gatos (muitas delas sem cura). Sem falar que muitos acabam fugindo ou sendo mortos ao irem atrás de gatas... Enfim, sou totalmente a favor da castração!
    Maiores informações: http://adoteumgatinho.uol.com.br/materias/castracao.htm e http://adoteumgatinho.uol.com.br/materias/castracao2.htm
    Abraços!
    Andressa

    ResponderExcluir
  27. Dani,
    Que gracinha o Totz! Amo bichinhos.
    Em Campo Grande (MS), tanto gatos quanto gatas são castrados de graça no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Essa instituição não existe só por aqui. Então vc pode pesquisar e ver se na sua cidade tem também! Tenho um gatinho e uma gatinha, uns amores. Ela veio da rua, bem filhotinha e ele eu ganhei de uma amiga. Castrei os dois ano passado no CCZ, gratuitamente, tudo muito certinho. Lá eles também vacinam contra raiva sem custos, tanto cães quanto gatos.
    Vale a pena conferir.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  28. eu denovo... meus gatos tem nome, nome do meio e sobrenome e dormem em casa, acho que questão de hábito mesmo... Essa semana pesquisei preços de castração para um gato da minha prima e achei por até R$50 (macho)... muitas universidades aqui em São Paulo, tipo a Unip, operam cobrando um valor mínimo... vale a pena pesquisar.

    ResponderExcluir
  29. Dani, quando vi o tópico super pensei em comentar altas coisas, mas tanta coisa já foi falada que...
    Eu tô formando esse semestre em veterinária e adoooro filhotes, inclusive estou me especializando no assunto. Realmente a taxa de mortalidade é grande no primeiro mês, chega à 30%. Pena que aconteceu com os seus =(.
    Aqui em BH o centro de controle de zoonoses faz castração gratuitamente, mas tem uma filinha.
    Aqui em casa tem dois cães e dois gatos, se dão bem até!
    Parabéns pro super totó! A gente aprende tanto com esses animais, né? Bj

    ResponderExcluir
  30. Viva o Super Totz!

    Mil beijos pra ele e pros gatos...

    Ass: Bia e seus cães e gata

    ResponderExcluir
  31. Dani,

    adorei o post, até porque tenho um Teckel e dois gatos em casa também. Totz é fofo e merece um grande petisco! Como dona, só posso fazer coro a quem sugeriu a castração para o seus, hehehe! é claro que o ideal é que todos sejam castrados (ou esterelizados, no caso das fêmeas) mas pensando só na superpopulação e na questão financeira, você poderia operar (primeiro) só um dos sexos: os machos ou as fêmeas, o que estiver em menor número. O custo envolve não só a cirurgia, tem remédio, gaze (tem uma foto ótima da minha com um "tubinho" de gaze para não arrancar os pontos) e, ás vezes, comida especial, se o bichinho se recusar a comer. A ideia de procurar vets em universidades é ótima, então você poderia fazer isso e programar mês a mês a cirurgia dos seus bichanos. Na pior das hipóteses (se vc tiver 3 gatos e 3 gatas), operando 1 a cada 2 meses, em 4 meses você não terá mais filhotinhos indesejados em casa.

    Boa sorte e parabéns pelo blog e pelos fofos!

    ResponderExcluir
  32. Ai... ficou truncado...

    eu quis dizer que, inicialmente você poderia operar só um dos sexos. Aí rapidinho voc~e não teria mais problemas com prenhez indesejadas (se eles não tiverem acesso à rua, né?) e teria um fôlego financeiro para programar as demais.

    O meu teckel sempre conviveu com os gatos (uma chegou 1 mês depois dele e o gato, 1 ano depois) e então curte qualquer um que encontre na rua. É claaaro que os gatos não gostam nada do cachorro maluco tentando brincar com eles a todo custo. Beijo!

    ResponderExcluir
  33. Aqui no RJ, a Sociedade Protetora dos Animais castra de graça...

    ResponderExcluir