Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Meu guarda-roupa me odeia

Suspeito que vocês vão concordar comigo: escolher roupa antes de sair é triste. Sempre que eu tô preste a ir pra algum lugar que valha o esforço, eu penso como seria o máximo se eu pudesse só pegar o cartão de crédito e ir escolher no shopping o que usar, porque a impressão que eu tenho é que qualquer uma daquelas roupas aleatórias vestem melhor em mim do que as que eu escolhi, comprei e coloquei no guarda-roupa.

A coisa piora muito, então, quando todas as roupas que se tem já foram usadas várias vezes, roupa usada não tem magia. A mesma roupa, depois de algum tempo, parece que parou de cair bem. Dizer isso me faz uma peça desimportante do jogo do consumo? Faz, lórrico, mas vamos esquecer essa parte (ok, espero me lembrar de apagar esse post antes que eu tenha filhos e eles saibam ler).

E ai, como se não bastasse tudo estar ruim isoladamente, nada se conecta. Você vai naquela combinação certeira de sempre, ela fica até boa, mas aí vem à cabeça "pra todo lugar que eu vou, visto essa roupa", então tira e resolve inovar nas combinações. Tudo fica abominável porque seu guarda-roupa parece esquisofrênico nessas horas, nada faz sentido com nada.

Então o jeito é experimentar tudo com tudo, demorando duas horas pra testar todas as combinação possíveis e, depois, mostrar que tudo é um grande clichê, resolvendo que a primeira tentativa, aquela que já bate a cidade sozinha de tão usada, foi o que ficou melhorzinho. Iso quando o clichê não é outro: "não posso sair porque não tenho nada pra vestir".

A situação é sacal, mas olha que bonitinho esse anuncio do Google no Japão, as meninas escolhem roupas no Google Imagens e usam um projetor pra "provar":

Fashion Show with Google from Robbin Waldemar on Vimeo.

Vi no Gizmodo

Deprimente deve ser experimentar todas as opções do Google e depois voltar pro feijão com arroz próprio guarda-roupa, né?

12 comentários

  1. Meu lema diario: " Não vou mais! Não tenho roupa pra sair u.ú"

    uashiusahsihauhusaisa


    ;*

    ResponderExcluir
  2. Anne Souza06/12/10 12:50

    Eu super me identifiquei com esse post! E Depois que tive bebê a coisa se agravou consideravelmente. Nessas horas é que tenho inveja dos meninos que vestem a primeira roupa que aparece....me lembrei até de um momento em que meu irmão ia p um aniversário e minha mãe falou " Lipe,vc está precisando de uma calça jeans" e ele respondeu " não mãe, já tenho uma ". No nosso caso ter "apenas uma " seria o mesmo de n ter nenhuma. Bjus,Dani. Anne Souza

    ResponderExcluir
  3. Não posso ir, não tenho roupa. :/

    O pior que eu sou estudante. Então, ainda tem a escola para brigar... :/

    Bem, eu iria passar bem looonge desse provador do Google. :')

    ResponderExcluir
  4. Pensei que era só comigo que isso acontecia... rsrsrsrsrsrs... pior que é assim mesmo...

    ResponderExcluir
  5. Cara, é exatamente assim... Fico me perguntando como isso acontece. Sabe, me considero uma pessoa de bom gosto razoável, adoro roupa, estou sempre informada e atualizada, me preocupo super com qualidade, baseio todos os meus 'outfits' na proporção e harmonia... E mesmo assim todo dia descubro que só tenho coisa descombinando, que me veste mal, arrumada demais ou de menos, tosca, feia, velha, antiquada no meu armário. COMO isso acontece???
    Como você vai às compras numa semana e na semana seguinte continua achando que está sem roupa? Aff...

    ResponderExcluir
  6. Acho que essa é uma realidade em 99% dos casos, né?! Para evitar essa situação tenho me programado cada vez mais na hora das compras para ter mais opções de combinações e atender todas as necessidades!
    E nos dias com tempo sobrando e bom humor, já testar algumas combinações para fazer "reservas" podendo fotografar, escrever ou memorizar, para no momento "desespero, nada presta" ter a reserva para salvar!
    Isso tem me ajudado muito a reduzir os momentos de "não tenho roupa, não vou sair"!

    ResponderExcluir
  7. Amei a ideia..do video..
    Bj
    http://www.alfinetesdemorango.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei esse post. Ontem mesmo tive uma crise dessas. Fui para um evento que estava marcado há dias, pensei na roupa, mas (burra!) acabei não provando antes, daí quando vesti tudo junto, achei um horror: camisa por dentro fica gorda, por fora esconde o laço da saia e dá volume. E agora? Provei outras, dobrei ali e nada...resolvi saír para comprar algo que combinasse, resultado não achei, mas comprei 2 outras camisas e acabei vestindo a primeira opção mesmo, mas acrescentei um casaquinho :). Meu marido diz que faço isso só para comprar roupa nova, mas eu juro que não (pelo menos, não conscientemente).

    ResponderExcluir
  9. EU SEMPRE NÃO TENHO ROUPA. SIMPLES ASSIM. DEMORO MUITO PRA ARRUMAR POR CAUSA DISSO. JÁ TENTEI DE TUDO.

    PRA RESOLVER SÓ ARRUMANDO 2 HORAS ANTES =/

    ResponderExcluir
  10. Sabe aquele texto que você lê e pensa: "ué, leram meu pensamento?" rs.Acho que não tem mulher que não sofra da "síndrome do não tenho roupa pra sair".Excelente post!

    ResponderExcluir
  11. hahahha..dê uma passadinha lá na loja!

    www.iloveshopping.com.br

    ResponderExcluir
  12. ai gente. e pior que eu sempre tenho umas idéias de roupa pra situações inadequadas: tipo vou num churrasco, e sem querer eu experimento uma que ia ficar ótima numa festona. e quem diz que quando tem festona eu lembro da tal roupa que ficou boa? testo um monte, e descubro uma ótima prum churrasco. ciclo sem fim.

    e roupa perde muito "magia". impressionante. usou 3/4 vezes: puf. cabou.

    ResponderExcluir