Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

a nightingale no longer singing

Eu não quero saber sobre explicações mal informadas sobre as implicações das drogas na sociedade atual, não quero imaginar se era ou não previsível, quero não ter ouvidos pra ouvir quem brada meio mundo de clichês sobre burrice, autodestruíção e outras bobagens presunçosas, com humor de beira de estrada e blazerice forçada.

Tudo o que eu quero é falar da tristeza que é, numa tarde de sábado, saber que toda aquela porção de doçura e beleza precária que é Amy Winehouse deixou de existir.

Todas as noites, os caminhos de casa, as conversas e os dramas embalados por ela dão pra encher uma boa caixa de lembranças, que eu fecho com a comoção e a euforia de assistir àquele show.

Ninguém pode resumir essa moça a qualquer coisa que seja, boa ou ruim. Nem eu posso dizer num post o quão difícil é se convencer de que não vai haver um outro álbum, nenhum outro show, que o mundo perdeu uma mulher dessas que ele não via surgir faz tempo. Pouco importa o que os donos da razão acham que podem falar sobre ela, só teve razão quem soube parar pra ouví-la.

E um delineador preto nunca mais vai ser o mesmo.

Eu falaria mais meio mundo de frases desconexas sobre o monte de lirismo e fascínio que Amy Winehouse trouxe à minha vida desde quando surgiu nela, mas preciso ir pra frente da tv esperar pela hora em que eles aparecem, dizem que era tudo mentira e ela só tá passando mais um tempo no Caribe.

14 comentários

  1. Você resumiu perfeitamente o que eu tenho pensado desde que eu soube...

    Enfim, descanse em paz Amy. :(

    ResponderExcluir
  2. Você resumiu muito bem mesmo.
    Não acredito ainda...e como me irrita esses hipocritas dizendo 'eu já sabia' ou 'foi tarde'. ô bando de gente inútil!

    Desculpe um comentário tão pobre no seu texto tão poético.

    ResponderExcluir
  3. Bravo, bravíssimo!
    Muito fácil nego falar que a morte dela era previsível ou que ela merecia, porque procurou!
    Mas se tivesse a oportunidade de ajudá-la, com certeza não ajudaria, pra ter o prazer de continuar falando mal dela!
    Eu prefiro lembrar de Amy como uma cantora e compositora brilhante!

    Amy Winehouse forever!

    ResponderExcluir
  4. Pois é. Eu também to aqui ainda perplexa quando a ficha cai e eu penso que não vou ter mais uma musica nova dela, que não ouvir mais sua voz tão linda em letras que falam tanto de mim e pra mim e que mesmo aquelas que não me servem, eram cantadas com tanta verdade e alma que era impossível não agrega-la às minhas emoções. Que não vou mais ver aquele jeitinho doce e muito tímido e desajeitado no palco. E que nunca mais vou ouvir aquela voz poderosa sempre surpreendendo. É muito triste. =\

    ResponderExcluir
  5. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    - Ricota Não Derrete -

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  6. Um delineador preto nunca mais será o mesmo. Você é uma amora.

    Amy, (L).

    ResponderExcluir
  7. Tirando as palavras da nossa boca, a minha sensação é exatamente essa...
    Que ela esteja com Deus :(

    ResponderExcluir
  8. Dani, eu acho que você foi a pessoa que melhor falou da dela. Comigo o choque foi o mesmo... eu estava tão, mais tão feliz por ter chegado de viagem e matar a saudades de todo mundo daqui de casa, mas fiquei super deprê quando soube disso... nossa, eu to mal até agora.

    ResponderExcluir
  9. Que texto maravilhoso, queria ter escrito. Compartilhei geral, merece ser lido. Parabéns.
    aquele abraço,
    Helê

    ResponderExcluir
  10. Muito bom. Falou muito no pouco.
    Lindo!

    ResponderExcluir
  11. Amy é muito amor. Li seus comentários sobre o show em Recife, fui no de São Paulo... Senti o mesmo que você, uma emoção tãão grande dentro do coração, uma admiração absurda por aquela figura que ela era. Tão incrível, tão pequena, tão frágil e tão forte ao mesmo tempo. Amy não tem explicação, só quem gosta, quem viveu uma história através das músicas dela sabe como é. O que mais me emputeceu nisso tudo é que sempre, sempre, SEMPRE tudo que ouvi da imprensa brasileira sobre ela (na época da turne, principalmente) era exaltações sobre o quão drogada ela estava, q esquecia um pedaço de música, que sumia do palco, que "bebia um líquido SUSPEITO entre uma música e outra". E agora o discurso mudou: tooooda a grande imprensa falando o quanto perdemos uma graaande artista, uma diva, um ícone... Meu, vontade de mandar esses jornalistas pro inferno, calaboca, não vem falar bem dela agora, vcs não sabem do que tão falando!!!
    Amy é muito, muito amor. E vai ser pra sempre. Tivemos sorte de termos tido 1 hora de Amy pessoalmente.

    Beijos!

    Marcela

    ResponderExcluir
  12. A história da Amy é mais uma que se repete nesse ambiente de show business e que é super banalizado pela mídia. É até um tanto bizarro se agente voltar em décadas anteriores e notar o quanto de gente morreu desta forma, parece " a maldição da estrela", billie holiday, janis joplin, marilyn monroe,heath ledger, kurt kobain isso só pra citar alguns casos tanto do cinema quanto na musica. Parece uma regra sinistramente implícita a de " queimar de uma só vez do que ir se apagando aos poucos".O mundo do entretenimento pode ser céu e inferno ao mesmo tempo, suga o que pode e o que não pode daqueles que fazem aprte dele, e infelizmente, alguns não conseguem escapar disso. Esse "antro" parece levar violentamente ao extremo o conceito de efemeridade. Na minha opinião, esse ambiente é que acaba matando esta gente. Estas pessoas são consumidas por essa loucura toda que também é alimentada pelo público de certa forma.E para a tristeza de muitos, isso nunca vai mudar.

    Ps: Nem sou fã da Winehouse, mas acredito que ela deu uma excelente contribuição para a cultura pop, pois seu trabalho e personalidade tinham muita singularidade.É uma pena.

    ResponderExcluir
  13. foi a coisa mais sensata que ouvi sobre ela até agora! é mt facil julgar e falar sobre as coisas ruins de qlq pessoa, mas realmente, a mto não viamos alguem como ela. ♥

    ResponderExcluir