Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

All the lonely people

Sábado e domingo foi dia de Paul McCartney em Recife. Três horas de show que, provavelmente, são o tempo médio que se leva pra acreditar de verdade que, sim, é ele quem tá ali e, claro, esse show que você tá vendo vai ser um dos mais memoráveis da vida. Sensação mais forte a cada refrão.

Então, em algum momento, começou Eleanor Rigby. Veio com pé na porta e toma conta de tudo com uma atmosfera de catarse e gratidão. Na expressão de cada músico da banda, na reação que vinha das arquibancadas, no vento que soprava e na minha cabeça. Caímos em nós ali.

É como se aquela ficha, que, de início, precisava de algumas centenas de minutos pra cair, tilintasse de vez. No tratado mais curto, duro e bonito sobre solidão que a gente já ouviu. Parecia uma epifania mandando todo mundo cantar aquele refrão orquestrado como se fosse uma redenção.

E se sentir tocado é uma redencão mesmo. Valeu, Sir.

Estátua Eleanor Rigby, Liverpool.

Foto daqui.

7 comentários

  1. Lindo post, meozinho. :**

    ResponderExcluir
  2. pena ele não ter vindo pra são paulo de novo. não fui na primeira e fiquei com tanta vontade do paul que nem ele imagina.

    ResponderExcluir
  3. Tive o prazer de vivenciar esta mesma experiência no show do Paul no Rio no ano passado... E posso dizer com absoluta certeza, do "alto" dos meus 26 anos, que foi um dos pontos altos da minha vida.
    Acredito que ainda tenha se intensificado pelo fato de, por ironia do destino, eu ter ido sozinha a este show. E, mesmo assim, ao cantar a plenos pulmões o refrão da música, tive a certeza de que não estava solitária em meu sentimento.

    ResponderExcluir
  4. Eu fui no 1º show em São Paulo em 2010 e até agora a ficha ainda não caiu, sabe? É só pensar em Paul e Beatles que ainda fico arrepiada e com vontade de chorar. Pensa num show que muda a vida de uma pessoa? Foi esse.

    ResponderExcluir
  5. REJANE LOPEZ25/04/12 23:00

    Eu amooooo o Paul, meu Deus!! Ele mora no meu coração!

    ResponderExcluir
  6. Caí em prantos em All My Loving, foi quando me dei conta. Chorei o resto do show quase todo hahaha. Queria mais :(

    ResponderExcluir
  7. Vi o show do Paul quando ele veio pra são paulo, e realmente é algo que não dá nem pra explicar, só quem passou por isso sabe como é ;)

    ResponderExcluir