Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Sobre despedidas

Ilustrações de  Serena Curmi

De todos os gestos inevitáveis da vida, se despedir é o pior. E se a expressão máxima disso é quando alguém que a gente ama morre, pedaços menores desse sentimento visitam a gente todo dia, sempre com pesar. Se despedir da roupa que não serve, do trabalho antigo, dos caminhos que, até ontem, eram de todo dia. Passar adiante a casa onde você já viveu. Transformar um amor em passado. Como é difícil suerar o apego.

No fim das contas, é tudo sobre deixar pra trás um pouco do que você é, abrir mão de algo que compõe a sua existência. A sua casa é você de certa forma. Assim como seu amor, sua roupas, seus caminhos. A vida que você leva é você, mas não vai ser você pra sempre. Pelo menos não a de hoje. Uma nova vida vem em partes e te transforma. Muda seu olhar, suas cores, suas músicas, seus sentidos, suas saudades. Muda o que você vai fazer no sábado à noite e, quando se menos espera, muda até o que você pensa de si mesma.

Quando a gente tem que se despedir de um ano, mesmo sendo só uma contagem de tempo na prática, muito desse balanço de perdas vêm à cabeça, porque a gente vê toda despedida como uma perda. Nem sempre é assim. Na maioria das vezes, uma despedida é uma mudança pro que vai e pra quem fica. É uma forma de se abrir de novo pras surpresas e dizer um oi pra um pedacinho de nova vida.

Vamos sentir menos dor nas despedidas e mais esperança. ;)

12 comentários

  1. "Despedida é uma mudança pra quem vai e pra quem fica..."

    ResponderExcluir
  2. Despedidas são sempre delicadas... quando tem este caráter de permanência são uma pequena morte de quem fica.
    Beijos, Pá.
    @papalombo
    http://fashionandotherthings.com

    ResponderExcluir
  3. e vc tem coragem de postar isso em "amenidades"?
    não achei ameno, achei demais. e vc tem razao. uma das coisas q estudo é bem isso, como somos sempre outros pq a vida nos afeta sempre, tudo. nao da pra afirmar q a gente tem uma subjetividade única pq td q passa por nós passa POR nós, meio q através, e muda muito. se hj somos o q somos acho q devemos a cada detalhe que um dia nos atravessou e modificou. assim acabamos mais sabios, machucados e um monte de coisa, mas que bom. da pra enfrentar melhor o que vem por aí. esperança é bem o nome mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Perder nunca foi meu forte.
    Mas acredito que fico mais forte a cada perda!
    Fantástico seu Texto!


    http://coisinhasdayzii.blogspot.com.br/
    @coisinhasdayzi


    Beijos,da Yzi.

    ResponderExcluir
  5. Coisa linda esse texto e essas ilustrações! <3

    ResponderExcluir
  6. "Vamos sentir menos dor nas despedidas e mais esperança."
    Adorei o texto e as ilustrações!
    Parabéns e muita esperança pra todos em 2014!

    ResponderExcluir
  7. Que texto maravilhoso! Li no momento certo

    ResponderExcluir