Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Preto, branco e cinza

Oi, meu nome é Daniela e hoje é só mais um dia sem comprar estampas.

Antes que vocês digam "Oooi, Dani", conto pra vocês que tô escrevendo isso na casa do namorado e, do meu lado, as duas roupas que eu trouxe pra vestir hoje e amanhã: um vestido estampado, uma blusa estampada e um short jeans. Sendo que ontem eu cheguei de blusa estampada. Tava conversando com uma amiga ontem sobre como é fogo, a gente entra nas lojas e tem meio mundo de estampas lindas que você compra e depois passa perrengue pra combinar com o resto do guarda-roupa. A solução dela é boa: não compra. A minha é a pior escolha: acabo comprando mais pra conseguir criar mais combinações.

Agora, por exemplo, tô totalmente caída pelas estampas étnicas. É, ainda. Acho o máximo como elas conseguiram espaço nas lojas e viraram uma alternativa ao floral, que sempre dominava. O problema é na hora de vestir. Visto um short étnico aí penso na bolsa étnica, mas os dois juntos não funcionam nem na melhor pose de look do dia. Tiro o short, e que short eu visto agora? Melhor desistir da bolsa e nisso já perdi meia hora vestindo e tirando. Ou seja, comprar menos estampas faz até com que você vista melhor as estampas que tem.

 

Já faz um tempo que tenho um plano de passar um tempo comprando só preto, branco e cinza. São, de longe, minhas cores favoritas de roupa junto com o bom e velho jeans. Investir mais em modelagens legais e menos nas estampas. Assim, as roupas me agradam mais no dia a dia, enjoam menos e recebem melhor uma ou outra peça colorida e acessórios chamativos. O problema é que meu plano sempre vai por água abaixo quando entro numa loja e vejo estampas novinhas, quentinhas, me chamando pelo apelido carinhoso.

É a velha história de ir comprar vulnerável, né? Quando você sabe o que quer, só leva pra casa o que atende a isso, mas quando você vai de coração aberto, compra o que vier. Aí acaba levando mais problema pra casa, mais uma peça órfã de combinações, mais uma pequena facada evitável no orçamento, mais um motivo pra comprar mais depois.



Tô tentando aderir a um novo modo de vida que inclui excluir coisas. Quero viver com menos (pra viver melhor) e, definitivamente, as roupas são um passo importante disso. Não aguento mais separar roupas pra doação constantemente e continuar com o guarda-roupa cheio. E, pior, vestir sempre as mesmas 5 coisas mesmo com o guarda roupa cheio. Fora que, assim, vou comprar muito mais coisas que fazem meu estilo e não só coisas que achei bonitas.

Mais alguém nesse dilema?


Todas as fotos do post tão no meu Pinterest.

12 comentários

  1. Roupa lisa é o que há.
    Sempre vou de simples no que é grande pra fazer graça no que é pequeno. Até em deco. Sofá liso, almofada estampada.

    ResponderExcluir
  2. Já eu sofro do contrário. Compro mais coisas sem estampas, preto e branco. hahaha

    ResponderExcluir
  3. Conhece o blog Lovely by Lucy? É uma ótima inspiração pra usar preto, branco e cinza sem ficar sem graça :)

    ResponderExcluir
  4. Dani, nem me fale! Tô no meu primeiro emprego e fico me coçando pra comprar coisas :\ Só que eu tenho roupa pra caramba, mas tô tentando otimizar minhas compras pra não me descontrolar. Tenhamos força!

    ResponderExcluir
  5. Sofro exatamente pelo contrário. Encho a sacola e no caixa percebo que a maioria é cinza e preto kkk. Acho lindo quem usa estampa, e você não deve se privar disso só porque a cultura em massa esta usando o oposto. O segredo de combinar estampas são as cores. A Carol Burgo consegue montar looks estampados maravilhosos (http://www.smallfashiondiary.com/)

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! sofro horrores com esse dilema. Hoje meu objetivo é ter no meu guarda-roupa peças usáveis, ou seja, aquelas que eu vou usar, bastante e variar as combinações, mas nem sempre isso é possível... aí o desafio, rs.

    ResponderExcluir
  7. Tenho esse dilema, mas não por consumismo, que eu sou mó pão-dura e minimalista. Mas perdi o jeito pra comprar roupa: ultimamente não tenho mais doado porque senão vou ficar pelada, e essa necessidade me faz comprar o que aparece de bonitinho e não o que eu realmente amo. Me encontro numa situação em que meio que detesto tudo no meu armário, ou acho bonitinho mas não tem nada a ver comigo e não me favorece. E ao contrário de você, só tenho coisas pretas, brancas e cinza.

    ResponderExcluir
  8. eu to amando as coisas básicas tb
    amo estampa mas as vezes atrapalha tudo hauhua

    bjos
    kammy
    Comer, Blogar, Amar

    ResponderExcluir
  9. Dani,
    Concordo que o branco, cinza e preto são geniais para fazer combinação. Mas, só usar essas cores é muito triste, né ? Eu acho que uma das vantagens de ser mulher é poder misturar cores, estampas, roupas diferentes. Do contrário, a gente fica parecendo homem !!
    Procuro fazer assim, num dia estampa, noutro dia uma cor lisa (que pode ser azulão, amarelo, branco). Num dia, algo de algodão, noutro dia uma malha bacana. Se não for assim, a vida fica muito chata !
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Putz, eu sofro do contrário. Meu guarda roupa é liso e isso me deixa entediada demais.

    ResponderExcluir