Decoração

Decoração
Decoração

Vídeos

Vídeos
Vídeos

Receitas

Receitas
Receitas

Os sovacos coloridos

dyed armpits - axilas coloridas

Tem um pessoal por aí pintando seus cabelos do sovaco de várias cores, assim como os da cabeça, e vocês não têm ideia de como acho isso incrível.

Vou começar a história do começo. Nos tempos de universidade, eu e minhas amigas tínhamos muito tempo livre (saudades!) pra passar o dia sentadas/deitadas na frente do centro em que estudávamos. A gente via todo mundo passar encostada numa parede de vidro, apenas aproveitando todas as nuances do ócio no campus.

Entre as centenas de pessoas que circulavam por lá, havia uma menina que, com certa frequência, sentava encostada no mesmo vidro que a gente. Ela tinha o cabelo bem curtinho e usava muitas roupas de materiais naturais, modelagens amplas e tons da natureza: terrosos e verdes. Se for pra resumir, ela usava um estilo bem hippie. Mas o que chamava mesmo atenção na moça eram os sovacos peludos. Ela não depilava e aquilo causava um estranhamento - uma aversão, na verdade - enorme em mim, muito bobinha na época.

Bobinha porque, dentre outros motivos, eu sempre fui peluda. Nos braços, nas pernas. Até no dedão do pé faz o favor de nascer pelo. E sempre sofri me depilando quase todo dia com uma lâmina, pra que ninguém visse pelo menos parte desses pelos. Deixar de depilar era inaceitável, e vai ver que era daí que vinha meu problema com a menina. "Por que ela não sofre tanto quanto eu e todas as outras se depilando, mesmo contra a vontade dela?" talvez seja uma boa frase pra definir o sentimento de certa forma arrogante que eu tinha achando que podia me incomodar tanto com uma coisa que não me diz respeito em qualquer aspecto.

Fora o tanto de machismo que existia nesse incômodo. Homens com pelos são normais desde sempre. Só recentemente parte deles começou a se depilar. Já os ideais de delicadeza e perfeição plástica impostos a mulher fazem, até hoje, com que a gente se sinta obrigada a vários sacrifícios. Não contentes em nos obrigar, obrigamos mentalmente as outras também.

dyed armpits - axilas coloridas

Aí o tempo passou e trouxe alguns ensinamentos sobre não julgar os outros dessa forma. Não aprendi todos ainda, mas alguns, já. Precisou de um bom tempo pra que eu conseguisse enxergar a menina só como uma pessoa que não tá a fim de depilar determinada parte do corpo, seja lá pelo motivo que for, e ponto. A menina não era o sovaco, sabe? Eu fiz a metonímia mais besta possível por muito tempo: olhava pra ela e só via o sovaco peludo, tomei essa pedaço de corpo pela pessoa.

Agora, esse ano, tenho acompanhado os vários movimentos pelo direito de ter pelos. Hairy legs, Pelos Pelos e tantos outros que mostram ao mundo como são pessoas com pelos. E sabe o que acontece de tanto ver essas fotos? Elas param de te incomodar. É a libertação que vem aos poucos de nunca mais olhar pra alguém e se incomodar porque ela tem pelos embaixo do braço.

Com o passar do tempo, de tanto ver fotos na internet de gente peluda, você vai aceitar que pelo não é motivo de nojo, repulsa ou qualquer outra coisa negativa. Você vai entender que pode tirar se quiser, com o método que lhe for conveniente, mas só se quiser. Que você pode depilar, mas não precisa depilar.

dyed armpits - axilas coloridas

Hoje, eu olho pros meus pelos de uma maneira bem diferente, com muito mais aceitação. E, se não tenho a auto-confiança suficiente pra andar por aí com todos eles crescendo de boa, pelo menos me desespero bem menos pra tirá-los. Consigo olhar e não achar uma aberração, apenas perceber que as funções do meu corpo estão funcionando bem, inclusive a do crescimento piloso.

E é bem aí que entram os sovacos coloridos. Adicionando esse exagero, essa teatralidade, aos pelos, eles acabam sendo muito mais facilmente aceitos. Os pelos deixam de ser tabu pra se tornar uma brincadeira, e não existe nada mais bem aceito no mundo que a piada, principalmente a auto-piada. Escrevam aí, esse pé-na-porta - que são os sovacos coloridos - vai acelerar muito a o processo de naturalização dos pelos entre as pessoas.

Por isso, muito obrigada a todo mundo que anda publicando fotos dos seus pelos por aí na internet. A cada vez que vejo uma imagem de vocês, olho pros meus com um tantinho mais de naturalidade. E o mais importante: me obrigo a aceitar os dos outros. E sem cara feia.

Fotos daqui, daqui e daqui.

14 comentários

  1. Apoio sovacos coloridos, pena que a água oxigenada arde muito porque a área é sensível!!!! HAHAHA, concordo plenamente com o texto, a pessoa é feliz com pelos, ninguém tem direito de julgar!

    ResponderExcluir
  2. Só li verdade sobre nossos pelos kk
    Pena que isso vai ser um tanto difícil de mudar, e nem tanto por causa dos outros e sim por nossa própria falta de aceitação :/
    beijoss
    Sublimar-me

    ResponderExcluir
  3. è cultural isso, nada como uma pele lisinha, limpa e inodora: sovaco colorido, deusdoceu. Foi-se o tempo de outras coisas peludas graças a deus, Não aos pelos.

    ResponderExcluir
  4. Não dá pra entender como alguém vai APOIAR a depilação, gent. A nao ser que essa pessoa seja depiladora profissional e seu ganha pão esteja em risco! Hahahah Espero que o Anônimo tenha a mesma opinião sobre a pele dos homens né? E só curta homem inteiro depilado. Porque se não for isso, é só mais um m a c h i s t i n h a.

    ResponderExcluir
  5. Sovaco peludo pra mim não rola. Mas também não fico de cara feia quando vejo um. Já bigode, perna, braço, xereca etc, não sigo a ditadura do "sem pelos" , mas depilo quando tenho vontade, ué? Cada um é cada um, cada um é cada hora, nada é imutável. Mas eu não gosto de homem peludo. Quem quiser que me chame de machista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Acho válido, acho ótimo, acho necessário as pessoas aprenderem que pelos não são coisas nojentas e asquerosas. E tem um tempo eu tava pensando na minha relação com depilação. É que eu costumava dizer "depila quem quer, eu depilo porque quero" mas querer é um troço tão relativo porque eu sempre me depilei pros outros, e não pra mim. Meus pelos não me incomodam (só da axila mesmo, mas mais porque pinicam do que por questão estética), e se não me incomodam, então por que diabos eu depilo? Martelam na nossa cabeça tão desde cedo que bonito é mulher lisinha, e comercial da Veet dizendo que liberdade é poder sair de saia de perna lisinha, quando na verdade liberdade é poder sair de saia independente do que tem ou não na minha perna. A gente internaliza essas coisas de uma maneira que nem percebe quando o nosso "eu faço porque gosto" não é bem porque A GENTE gosta, e sim porque disseram que a gente precisa gostar.

    ResponderExcluir
  7. anyvalette29/11/14 14:54

    Dani, mais uma vez, você arrasou no texto! É bem isso aí, mesmo. E como a Mareska falou aqui, é preciso problematizar o querer, também! :)

    ResponderExcluir
  8. Coisa de gente preguiçosa, daqui a poco vai ta na moda não escovar os dentes e sair com bafo de onça, não limpar as orelhas até a cera sair pelos buracos, não limpar as unhas e deixa las crescer como as do wolverine e por aí vai a falta de higiene disfarçada de MODA.

    ResponderExcluir
  9. Além disso anônimo de 29/11/14, às 14:54, é prova de que o diabo está agindo na cabeça da maioria de nossos jovens para a infelicidade do mundo, pois são pessoas sem nenhum compromisso cristão, que esbanjam a gravidez indesejada quando não usam camisinhas e se expõem ao risco de AIDS e contribuem para a grande estatística negativa de filhos sem pais. Deus tenha misericórdia dessa gente.

    ResponderExcluir
  10. Dani, vou pegar seu post emprestado - com o devido credito, claro - pro meu blog, ta? vc falou tudo, adorei. emilianas.blogspot.com qualquer coisa me avise!

    ResponderExcluir
  11. Belíssimo post. :)

    ResponderExcluir
  12. Adorei o post!

    Érica

    ResponderExcluir
  13. As the best spectator sport activity in The eu, it is not a wonder there presently exists many baseball (soccer) apps on the AppStore to get Apple devices including the iPhone 4S. www.scorespro.com

    ResponderExcluir